sábado, 30 de maio de 2020

ATA DA ELEIÇÃO DE 30 DE MAIO DE 2020

ELEIÇÃO PARA DIRETORIA, CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E CONSELHO FISCAL
BIÊNIO 2020/2022

Aos trinta dias do mês de maio de 2020, em sua sede própria, localizada no SRES Área Especial n.o 8 Cruzeiro Velho, Brasília-DF, compareceram os Sócios da Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro – ARUC, para eleger a Diretoria, o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal conforme Edital de Convocação, publicado nas redes sociais da ARUC e no Caderno Classificados do Correio Braziliense do dia 20 de maio.

Foram inscritas duas chapas para a Diretoria Executiva, com as seguintes composições:

CHAPA 1 – RENOVAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
Presidente: Rafael Fernandes de Souza
Vice-Presidente: Paulo César Bulhões Wassouf
Diretor Administrativo: Cristiano Teles
Diretor de Escola de Samba: Cleuber Belchior de Oliveira
Diretor de Esportes: Lucas da Luz Rodrigues
Diretor de Cultura: Robson José de Oliveira da Silva
Diretor Financeiro: Kátia Sleide Gonçalves

CHAPA 2 – RESGATE
Presidente : Cássio Marinho
Vice-Presidente: Caio Júlio César da Silva Arantes
Diretor Administrativo: Ronaldo Nascimento
Diretor de Escola de Samba: Abelardo Lopes Monteiro Filho
Diretor de Esportes: Gildo Saraiva Seixas
Diretor de Cultura: Andreoni C. M. Cabral
Diretor Financeiro: Darda Fernandes Valentim

Foram inscritas duas chapas para o Conselho de Administração, assim constituídas:

CHAPA 1 – RENOVAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
Membros associados da ARUC: Cleusa de Freitas, Evanildo Nogueira de Almeida, Flávio Vitorino Martins da Costa, Raimundo Nonato Lopes de Sousa, Sinval Simões Neto, Wellington Campos. Representante dos empregados da ARUC: Francisco Adailton Pereira

CHAPA 2 – RESGATE
Membros associados da ARUC: Márcio Barbosa Coutinho, Luiz Henrique Fonseca Teixeira, José Ribamar de Souza Machado, Alexandre Rocha Costa, Jorge Demilson da Silva, Valter Xavier dos Santos. Representante dos empregados da ARUC: Francisco Adailton Pereira

Foram inscritas duas chapas para o Conselho Fiscal, assim constituídas:

CHAPA 1 – RENOVAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
Titulares: Francisco Paulo do Nascimento, Francisco de Assis Aquino Custódio, Franklin Cabral. Suplentes: Jonas Figueiredo de Lima, André Luiz de Lima Coelho, Pietro Lemos Costa

CHAPA 2 – RESGATE
Titulares: Luiz Carlos Barroso, Ildeu Lázaro do Nascimento, Carlos Alberto Ferreira de Souza. Suplentes: Hélio Lírio L. Filho, Luiz Carlos G. Carneiro, Eduardo André Cognasc

Para presidir os trabalhos foi convocado o associado FERNANDO TOLENTINO DE SOUZA VIEIRA e para secretariar os trabalhos JANSEN CABRAL PIMENTEL e ROBERTO GOULART BARBOSA que abriram a seção às 10 horas.

Ao encerramento do período eleitoral, às 12h00, foi fechada a Súmula Eleitoral com a presença de 94 associados votantes. Feita a apuração o resultado foi o seguinte:
Para Diretoria Executiva foram 69 votos para a Chapa 1, 24 votos para a Chapa 2 e 1 voto nulo.
Para o Conselho de Administração foram 70 votos para a chapa 1 e 24 votos para a Chapa 2.
Para o Conselho Fiscal foram 70 votos para a chapa 1 e 24 votos para a Chapa 2.

Terminada a apuração, o presidente da Seção Eleitoral deu por encerrado os trabalhos, sendo proclamada vencedora para o Biênio 2020/2022, a chapa 1 para a Diretoria, para o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal, em conformidade com o Artigo 25º, parágrafo 12 do Estatuto da entidade, e imediatamente empossadas:

Diretoria Executiva
Presidente: Rafael Fernandes de Souza
Vice-Presidente: Paulo César Bulhões Wassouf
Diretor Administrativo: Cristiano Teles
Diretor de Escola de Samba: Cleuber Belchior de Oliveira
Diretor de Esportes: Lucas da Luz Rodrigues
Diretor de Cultura: Robson José de Oliveira da Silva
Diretor Financeiro: Kátia Sleide Gonçalves

Conselho de Administração:
Membros associados da ARUC: Cleusa de Freitas, Evanildo Nogueira de Almeida, Flávio Vitorino Martins da Costa, Raimundo Nonato Lopes de Sousa, Sinval Simões Neto, Wellington Campos. Representante dos empregados da ARUC: Francisco Adailton Pereira

Conselho Fiscal:
Titulares: Francisco Paulo do Nascimento, Francisco de Assis Aquino Custódio, Franklin Cabral. Suplentes: Jonas Figueiredo de Lima, André Luiz de Lima Coelho, Pietro Lemos Costa

Na sequência, os membros eleitos do Conselho de Administração elegeram conforme o Estatuto os quatro membros da comunidade para compor o Conselho de Administração: Claudelis Duarte, Lucimar Rodrigues, Lucílio Brito e Sérgio Nei de Carvalho Silva .
Nada mais havendo a tratar por esta Assembleia Geral a mesma foi encerrada e vai assinada pela Comissão Eleitoral e pelos eleitos.

Brasília, 30 de maio de 2020

FERNANDO TOLENTINO DE SOUZA VIEIRA
Presidente da Comissão Eleitoral

JANSEN CABRAL PIMENTEL
Secretário da Comissão Eleitoral

ROBERTO GOULART BARBOSA
Secretário da Comissão Eleitoral

RAFAEL FERNANDES DE SOUZA
Presidente Eleito

PAULO CÉSAR BULHÕES WASSOUF
Vice-presidente Eleito

sexta-feira, 29 de maio de 2020

LISTA DE VOTANTES

Encerrado o prazo estatutário para o pagamento dos débitos dos sócios beneméritos, segue a lista oficial de votantes da eleição de amanhã.
Não serão aceitos pagamentos amanhã. Eventuais depósitos ou transferências que forem realizados até às 00h00 na conta da ARUC serão atualizados amanhã.

                                RELAÇÃO DE SÓCIOS APTOS A VOTAR NA ELEIÇÃO BIÊNIO 2020/2022
DIA 30 DE MAIO DE 2020 -  DAS 10h00 às 12h00
SÓCIOS BENEMÉRITOS
Estarão aptos a votar os sócios beneméritos que quitarem a taxa anual, relativa aos anos de 2018, 2019 e 2020. Os meios de pagamento são por depósito na Conta do Banco do Brasil (Ag. 3085-6 / Conta Corrente 65.555-4) ou pagamento em espécie na Secretaria da ARUC até o último dia útil anterior à eleição.

Art, 6º, inciso II do Estatuto:
II - Beneméritos. São aqueles que obtenham o título de sócio benemérito por compra, herança ou concessão em decorrência de prestação de serviços relevantes à ARUC com referendo da maioria do Conselho de Administração. Os membros da Diretoria Executiva, Conselho de Administração ou Conselho Fiscal que cumprirem dois mandatos integrais também recebem o título de benemérito.

Art. 25, § 13 e 14 do Estatuto:
§ 13° • O colégio eleitoral para votar na Assembleia Geral será formado por:
II - Sócios Beneméritos;
§ 14° • Os sócios inadimplentes deverão quitar sua dívida junto à ARUC até o último dia útil anterior à votação para exercer seu direito a voto.

SÓCIOS EM DIA

1. ABELARDO LOPES MONTEIRO FILHO - 16 D
2. ADAUTO GAMA DE OLIVEIRA FILHO - 009 J
3. AGRICIO BRAGA FILHO - 007 C
4. ALBERTO CARLOS DA SILVA MOHAMAD – 005 I
5. ALEXANDRE BERNARDES CIDADE – 004 A
6. ALEXANDRE ROCHA CASTRO - 010 J
7. ANNA DOS SANTOS OLIVEIRA - 002 A
8. ANADETE GONÇALVES REIS – 067 F
9. ANTONIO DA SILVA LUSTOSA - 006 D
10. ANTONIO SANTOS FERREIRA – 006 I
11. CAIO JULIO CÉSAR DA SILVA ARANTES – 001 J
12. CARLOS ALBERTO FERREIRA DE SOUZA – 038 D
13. CÁSSIO MARINHO – 002 J
14. CLÁUDIO SIMÕES DOS SANTOS - 012 J
15. CLEUBER BELCHIOR DE OLIVEIRA - 006 H
16. CLEUSA DE FREITAS – 004 H
17. DARDA FERNANDES VALENTIM – 005 J
18. EDUARDO ANDRÉ COGNASC - 009 H
19. EVANILDO NOGUEIRA DE ALMEIDA - 005 B
20. EZEQUIEL JORGE DOS SANTOS - 003 H
21. FABERT DELAS ROBIAS – 011 I
22. FERNANDO TOLENTINO DE SOUSA VIEIRA – 002 I
23. FLÁVIO VITORINO MARTINS DA COSTA - 045 A
24. FRANCISCO DE ASSIS AQUINO CUSTÓDIO – 007 E
25. FRANCISCO PAULO DO NASCIMENTO – 008 A
26. FRANKLIN CABRAL – 007 D
27. HELIO DOS SANTOS – 003 A
28. HUDSON CUNHA – 003 I
29. IRINEU EUSÉBIO DA SILVA NETO – 050 A
30. ISMAEL JOSÉ CÉSAR – 015 I
31. IVAN DE LIMA MACHADO – 031 A
32. JANSEN CABRAL PIMENTEL - 064 A
33. JOÃO ROBERTO CASTILHO – 047 D
34. JONAS FIGUEIREDO DE LIMA – 055 F
35. JORGE DEMILSON DA SILVA – 012 J
36. JORGE LUIS CECÍLIO DE FREITAS - 014 A
37. JOSE ALCANTARA DA SILVA – 026 A
38. JOSE RIBAMAR DE SOUZA MACHADO - 007 J
39. LUIZ HENRIQUE FONSECA TEIXEIRA - 008 J
40. MÁRCIO BARBOSA COUTINHO – 009 C
41. MARCOS DO NASCIMENTO COSTA - 008 I
42. MARIA CÉLIA BESSA E SOUZA – 009 B
43. MARIA CRISTINA GONÇALVES REIS – 005 E
44. MARIA GOORET NOGUEIRA DE ALMEIDA - 009 I
45. MOYSES FERNANDES FILHO - 003 J
46. MOACIR TREMENDANI SANTOS - 018 A
47. MOACYR DE OLIVEIRA FILHO – 006 C
48. OTON PEREIRA NEVES – 003 E
49. PAULO CÉSAR BULHÕES WASSOUF – 010 I
50. PAULO DE TARSO GUIMARÃES - 004 J
51. PEDRO PAULO CAETANO – 007 I
52. RAFAEL FERNANDES DE SOUZA – 001 H
53. RAIMUNDO NONATO LOPES DE SOUSA – 013 I
54. REINALDO DOS REIS – 005 H
55. REGINALDO SARDINHA - 011 J
56. RITA DE CÁSSIA TREMENDANI DOS SANTOS – 015 A
57. ROBSON JOSÉ DE OLIVEIRA DA SILVA – 012 I
58. RONALDO NASCIMENTO - 006 J
59. SIMONE DA SILVA BEZERRA – 010 H
60. SINVAL SIMÕES NETO – 063 F
61. TÂNIA CECÍLIA DE FREITAS – 020 A
62. UBIRAJARA DOS SANTOS SALLES – 062 A
63. VALTER XAVIER DOS SANTOS - 014 G
64. WALDEMIRA MACIEL DA SILVA - 005-A
65. WELLINGTON CAMPOS - 012 A

SÓCIOS CARNAVALESCOS
ART. 6º, INCISO III DO ESTATUTO:
III - CARNAVALESCOS. SÃO OS COMPONENTES QUE DESFILARAM PELA ARUC NOS DOIS ÚLTIMOS CARNAVAIS EM UMA DAS SEGUINTES FUNÇÕES: PRESIDENTES DE ALAS, VELHA-GUARDA, CASAIS DE MESTRE-SALA E PORTA-BANDEIRA, GERENTES DE BATERIA, GERENTES DE HARMONIA E DESTAQUES. A COMPROVAÇÃO PARA TAL SERÁ MEDIANTE A APRESENTAÇÃO DE CARTEIRA DA CATEGORIA EMITIDA PELA DIRETORIA DE ESCOLA DE SAMBA.

ART. 25, § 13 DO ESTATUTO:
§ 13° • O COLÉGIO ELEITORAL PARA VOTAR NA ASSEMBLEIA GERAL SERÁ FORMADO POR:
III - SÓCIOS CARNAVALESCOS;

1. ANGÉLICA HARTT - HARMONIA
2. CRISTIAN CORDEIRO DA SILVA - HARMONIA
3. DINAMAR MATHEUS – VELHA GUARDA
4. ERICA SILVA  - PORTA BANDEIRA
5. FLÁVIO HOMERO FERREIRA DA SILVA – COORDENADOR ALA DAS PASSISTAS
6. GILBERTO GRILO MAGALHÃES JUNIOR – HARMONIA
7. IGHOR MAGDALENA – COORDENADOR DESTAQUES
8. IRACEMA TREMENDANI – VELHA GUARDA
9. IVONE DE ARAÚJO  - VELHA GUARDA
10. JASMINE MARLI TREMENDANI ALCÂNTARA DE OLIVEIRA – PORTA-BANDEIRA
11. LUZIA TREMENDANI ALCANTARA DA SILVA - HARMONIA
12. NEUSA MOURA - HARMONIA
13. RODOLFO SILVA RIBEIRO DE SOUZA – HARMONIA
14. ROLANDO DINIZ – MESTRE-SALA
15. TÂNIA ALESSANDRA DE MELO MAGRO - HARMONIA
16. WALLACE GABRIEL CUSTÓDIO – MESTRE-SALA

SÓCIOS ATLETAS
FEDERADOS E QUE TENHAM  PARTICIPADO DE COMPETIÇÃO OFICIAL NO ANO ANTERIOR AO DA ELEIÇÃO – 2019 – ART. 6º, INCISO IV DO ESTATUTO
ART. 6º, INCISO IV DO ESTATUTO
IV - ATLETAS. SÃO OS JOGADORES E MEMBROS DA COMISSÃO TÉCNICA ACIMA DE DEZESSEIS ANOS DE IDADE QUE INTEGRAM AS EQUIPES OFICIAIS DA ARUC, SENDO INSCRITOS NAS RESPECTIVAS FEDERAÇÕES E QUE TENHAM DISPUTADO CAMPEONATO OFICIAL NO ANO ANTERIOR À ELEIÇÃO.
ART. 25, § 13º DO ESTATUTO
§ 13° • O COLÉGIO ELEITORAL PARA VOTAR NA ASSEMBLEIA GERAL SERÁ FORMADO POR:
IV - SÓCIOS ATLETAS;

BEACH SOCCER ADULTO
1. ADRIANO DA SILVA PIRES
2. CAIO CRISTIANO OLIVEIRA RABELO
3. GARDIEL BARBOSA DE JESUS
4. GUTEMBERG VIEIRA BUSTAMANTE JUNIOR
5. JADSON GOMES DOS SANTOS AGUIAR
6. JOSÉ DANIEL M. MEDRADO
7. JHONNY W.C. DE OLIVEIRA
8. LUAS DA LUZ RODRIGUES
9. MARCO ANTONIO A. DA SILVA
10. MARCOS DOUGLAS DA SILVA MACIEL
11. PEDRO VITOR DOS SANTOS RODIGUES
12. RAFAEL SILVA BUSTAMANTE
13. TIAGO DA SILVA ALVES
14. WISLEY OLIVEIRA BARBOSA

FUTEBOL DE CAMPO - SUB-15
1. CESAR OLIVEIRA SOUZA NASCIMENTO - 15/02/2004
2. LEONARDO SILVA - 06/04/2004
3. PEDRO HENRIQUE DA SILVA DURAES - 12/01/2004
4. RODRIGO DA COSTA TORRES - 24/02/2004
5. WESLEY LOPES DA SILVA - 25/02/2004
6. TIAGO GONÇALVES DE LIMA – 28/04/2004

FUTEBOL DE CAMPO - SUB-17
1. ARTHUR DE SOUZA MIRANDA - 14/03/2003
2. ARTHUR NUNES FRANCISCO - 10/01/2003
3. BRENO RIBEIRO DE OLIVEIRA - 10/03/2002
4. CAUA ALVES ROSSIGNOLI - 18/08/2003
5. FILIPE ALVES DA SILVA - 03/01/2003
6. HENRIQUE BERNARDINO DOS SANTOS - 07/11/2002
7. JEAN CARLOS G PEREIRA - 09/07/2003
8. JOAO PEDRO DA SILVA ARAUJO - 08/12/2002
9. LUIS FELIPE SILVA LINS - 20/07/2003
10. LUIZ GUSTAVO OLIVEIRA MEDEIROS - 29/10/2002
11. MAICON LUIS TEIXEIRA DE ARAUJO - 22/10/2002
12. MAIKE JACINTO DE SOUSA - 29/06/2003
13. MARCO WILLINA F. DOS SANTOS E SILVA - 29/11/2003
14. MATHEUS SOUZA DA SILVA - 22/11/2003
15. RENE BARROS MOURA - 27/03/2002
16. RIKELMY SILVA DA CRUZ -  14/11/2002
17. THALYSON VIEIRA DA SILVA - 21/07/2002
18. VINICIUS NUNES RODRIGUES CORREA - 10/01/2003

FUTEBOL DE CAMPO - JUNIORES
1. ANDRE LUCAS NEVES VIEIRA
2. BRENNER VIEIRA MOURA
3. CLESIO HENRIQUE ALVES DE CASTRO
4. DIOGO FELIPE MELO DE SOUZA
5. GABRIEL FERREIRA GOMES
6. GABRIEL GOMES BARBOSA
7. GABRIEL HENRIQUE ARRAIS DA SILVA
8. GUSTAVO MUNIZ DA SILVA
9. IURI BARBOSA DOS SANTOS
10. JOAO VICTOR DE SOUZA SILVA
11. KEVIN MATHEUS FERREIRA DE SOUZA
12. LUCAS MATHEUS DA COSTA LIMA
13. LUCAS SAMPAIO RIBEIRO
14. LUCIFLAVIO SOUZA PEREIRA JUNIOR
15. OZIEL GUEDES ABREU
16. PEDRO HENRIQUE QUEIROGA DO NASCIMENTO
17. THAYLON JUAN DE SOUSA SALES
18. VICTOR HENRIQUE RIBEIRO DA SILVA
19. WILLY KEVEN ALVES NOGUEIRA

FUTSAL ADULTO
1. ADRIANO H. DA SILVA MACIEL 
2. ANDRÉ LUIZ G SILVA 
3. BRENDO DOS SANTOS RAMOS 
4. BRUNO AMORIM MARINHO 
5. BRYAN FELIPE F. DA SILVA 
6. DANIEL PATRICK LOPES DIAS 
7. DANILO SÁVIO DE SOUSA 
8. EDSON DOS ANJOS LIMA 
9. EDSON RODRIGO DA SILVA QUEIROZ 
10. FERNANDO M. CAVALCANTE 
11. GABRIEL DE OLIVEIRA LOBATO 
12. HENRIQUE NOGUEIRA DA SILVA 
13. IGOR GABRIEL R. S. BRAGA 
14. IURY ARAÚJO FIGUEIREDO 
15. JOÃO MARCELO DE M. TONELLI 
16. JOÃO PEDRO CAPIBARIBE PANTOJA 
17. JONATHAN HENRIQUE B. DE SOUSA 
18. JUNIO SOUSA DA COSTA 
19. KENNED VINICIUS DE S. VIANA 
20. LUCAS DA LUZ RODRIGUES 
21. MARCELO INOCÊNCIO PARENTE
22. MARCUS VINICIUS J. RODRIGUES 
23. MATEUS DE SOUZA QUEIROZ 
24. MATHEUS ANTUNES TRAVASSOS 
25. MATHEUS QUINTANA BATISTA 
26. MATHEUS R. O. PLATON
27. MATHEUS SILVA FERREIRA 
28. PAULO VICTOR ALVES BORGES 
29. PEDRO HENRIQUE G. DA SILVA 
30. RHUAN FELIPE A. G. NOGUEIRA 
31. VICTOR OLIVEIRA DIAS 
32. YAN IGOR RAMOS DE FREITAS

FUTSAL – SUB-20
1. HIKERSON JACOB S,D. COSTA – 24/07/2000
2. JONATHAN AMILCON DA SILVA – 08/03/2001
3. JUNIO PEREIRA AMORIM – 02/01/2001
4. LUCAS CALDEIRA COSTA – 20/05/2000
5. MATHEUS MACHADO MARCIANO – 07/01/2000
6. NATANAEL SOUZA PEREIRA – 20/10/2001
7. RAFAEL DE JWSUS LIMA – 26/12/2001
8. RAPHAEL MOTA LONTRA – 19/01/2001
9. ROMUILO DO NASCIMENTO QUEIROZ – 18/09/2000
10. VICTOR VINICIUS B. DOS ANJOS – 05/07/1999
11. WILLIAM CAVALCANTE DA SILVA – 08/02/2000
12. YURI SALES MACIEL – 17/02/2000

FUTSAL - SUB- 15
1. BRUNO CASTRO DE OLIVEIRA TORRES – 16/01/2004
2. CAIO LÚCIO SILVA CARVALHO – 17/01/2004
3. CAUÃ VERAS RODRIGUES LOIOLA - 17/04/2004
4. FILIPE N. NUNES DA SILVA - 22/03/2003
5. GUSTAVO FERREIRA DE LIMA - 27/07/2003
6. GUSTAVO DOS SANTOS SENA – 20/05/2004
7. HERNANDES PAULO A. DE OLIVEIRA - 07/07/2003
8. IAGO LUAN LIMA PAZ - 19/02/2003
9. JOÃO PEDRO BRAGA P. DE OLIVEIRA - 01/04/2004
10. JORGE NETO F. NICODEMOS - 31/03/2003
11. LEONARDO ANDRÉ G. DOS SANTOS - 03/02/2004
12. RICARDO RODRIGUES F. BARBOSA - 01/04/2003
13. VITOR LÚCIO DE MENDONÇA - 15/04/2004
14. WIGRA RUAN M. DOS SANTOS - 15/05/2004

FUTSAL – COMISSÃO TÉCNICA
 1. SILVANDRO ARLINDO CORDEIRO RITA
 2. RAFAEL DE MOURA RIBEIRO
 3. LEONARDO MUZZI DA SILVA
 4. JOHNNY WESLEY CAMPOS DE OLIVEIRA
 5. EUGENIO CESAR DEODATO LIRA
 6. ANDRE SOARES CAIAFA
 7. RICARDO CANTANHEDE
 8. ANDRE DE OLIVEIRA BARROS
. 9. MONALIZA SOUZA VIEIRA CORREA
 10. CLEBERSON AUGUSTO DE MOURA


quarta-feira, 27 de maio de 2020

CHAPAS INSCRITAS

Encerrado o prazo para inscrição de chapas, às 20h00 de segunda, dia 25/05, para a eleição do próximo dia 30 de maio, foram inscritas duas chapas para a Diretoria Executiva, duas chapas para o Conselho de Administração e duas chapas para o Conselho Fiscal, com as seguintes composições:

DIRETORIA EXECUTIVA:

CHAPA 1RENOVAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
Presidente: Rafael Fernandes de Souza
Vice-Presidente: Paulo César Bulhões Wassouf
Diretor Administrativo: Cristiano Teles
Diretor de Escola de Samba: Cleuber Belchior de Oliveira
Diretor de Esportes: Lucas da Luz Rodrigues
Diretor de Cultura: Robson José de Oliveira da Silva
Diretor Financeiro: Kátia Sleide Gonçalves

CHAPA 2 – RESGATE
Presidente : Cássio Marinho
Vice-Presidente: Caio Júlio César da Silva Arantes
Diretor Administrativo: Ronaldo Nascimento
Diretor de Escola de Samba: Abelardo Lopes Monteiro Filho
Diretor de Esportes: Gildo Saraiva Seixas
Diretor de Cultura: Andreoni C. M. Cabral
Diretor Financeiro: Darda Fernandes Valentim

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO:

CHAPA 1 – RENOVAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
Membros associados da ARUC: Cleusa de Freitas, Evanildo Nogueira de Almeida (Funai), Flávio Vitorino Martins da Costa, Raimundo Nonato Lopes de Sousa, Sinval Simões Neto, Wellington Campos (Vareta)

CHAPA 2 – RESGATE
Membros associados da ARUC: Márcio Barbosa Coutinho (Careca), Luiz Henrique Fonseca Teixeira, José Ribamar de Souza Machado, Alexandre Rocha Costa, Jorge Denilson da Silva, Valter Xavier dos Santos (Flamenguinho).

Representante único dos empregados da ARUC: Francisco Adailton Pereira (Bahia)

CONSELHO FISCAL:

CHAPA 1 – RENOVAÇÃO COM RESPONSABILIDADE
Titulares: Francisco Paulo do Nascimento (Esquerdinha), Francisco de Assis Aquino Custódio, Franklin Cabral. Suplentes: Jonas Figueiredo de Lima, André Luiz de Lima Coelho, Pietro Lemos Costa.

CHAPA 2 – RESGATE
Titulares: Luiz Carlos Barroso, Ildeu Lázaro do Nascimento, Carlos Alberto Ferreira de Souza. Suplentes: Hélio Lírio L. Filho, Luiz Carlos G. Carneiro, Eduardo André Cognasc

A eleição será realizada no próximo sábado, dia 30 de maio, das 10h00 às 12h00, seguindo o Protocolo de Segurança Sanitária, divulgado pela Diretoria, em função das medidas restritivas impostas pelo GDF, em função da pandemia do covid 19.

terça-feira, 26 de maio de 2020

Carta do presidente Moa

Obrigado, cruzeirenses
Sábado, dia 30 de maio de 2020, depois das 12h00, me despeço da Presidência da ARUC, que, com muita honra, exerci nos últimos 4 anos.
Saio com a consciência tranquila e a certeza do dever cumprido.
Junto com meus companheiros de Diretoria, com o pessoal do Departamento de Carnaval – Harmonia, Bateria, Carro de Som, casais de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Passistas, Velha Guarda, Destaques e Diretor da Comissão de Frente e Mestre de Cerimônias, e com nossos funcionários, não medi esforços para manter viva e em pleno funcionamento a nossa entidade e a nossa luta em defesa do samba, do esporte, do Carnaval e da Cultura Popular, num período particularmente difícil, sem a realização dos desfiles das escolas de samba nos últimos seis anos, muitas vezes com sacrifícios pessoais, familiares e até mesmo financeiros.
Nesses quatro anos, representei a nossa entidade, com respeito e dignidade, nas relações com as co-irmãs, Uniesbe, GDF, parlamentares, imprensa, co-irmãs cariocas, especialmente com nossa madrinha Portela, Liesa, Liga SP, Fenasamba, os parceiros e a nossa comunidade, sempre levando, honrando e defendendo o nome, a história e a tradição de nossa entidade, que é reconhecida e respeitada em todo o Brasil.
Um balanço de nossas atividades, eventos e realizações, nos últimos 14 anos, pode ser visto no Facebook oficial da ARUC, num texto assinado por mim, pelo Hélio e pelo Careca, assim como um detalhado e atualizado portfólio histórico de nossas atividades.
Ainda temos muitos problemas administrativos, financeiros e estruturais, mas tenho certeza que eles existem porque não conseguimos resolvê-los e não porque não tentamos buscar soluções para eles. Posso ter errado, e certamente errei. Mas nunca por omissão.
Além disso, sempre procurei, nesses anos todos, solucionar problemas e conflitos internos, buscar o entendimento, pacificar, agregar e unir a família cruzeirense, tratando a todos com serenidade, cordialidade e respeito.
Ao me despedir, deixo registrado um agradecimento aos meus companheiros de Diretoria e do Conselho de Administração, aos nossos funcionários, ao Departamento de Carnaval e aos nossos componentes, amigos e parceiros, que me ajudaram nessa tarefa, nos últimos 4 anos.
E um agradecimento especial ao amigo Hélio dos Santos, presidente do Conselho de Administração, que foi incansável, esses anos todos, sempre ao meu lado, na busca de soluções para os problemas da ARUC. Sem ele, tudo seria mais difícil.
Embora não seja nascido ou criado no Cruzeiro, nem pioneiro na cidade, me considero parte da raiz cruzeirense.
Frequento a ARUC, desde 1977, quando mudei para Brasília, e comecei a frequentar a quadra, nos eventos e ensaios, levado pelo saudoso jornalista Wilson Miranda, o Brother.
Em 1978, quando fundamos o Pacotão, por sugestão do Brother, procuramos o então presidente Nilton de Oliveira, o inesquecível Sabino, pedindo o apoio da ARUC para o bloco. No que fomos prontamente atendidos. E a Bateria da ARUC esteve junto com o Pacotão, desde o seu primeiro desfile.
Em 1988, quando deixei a Direção Geral do Detur, convidado pelo Esquerdinha e pelo Hélio, passei a participar mais diretamente da ARUC, entrando na Ala dos Compositores, e disputei o concurso de samba-enredo para o Carnaval daquele – Cantos e Encantos da Ilha da Assombração, em parceria com Siqueira do Cavaco e Valtinho. Chegamos na final, mas perdemos o samba para o Dilson Marimba. E desfilei pela primeira vez, na Ala dos Compositores.
Em 1989, com o afastamento do grande carnavalesco Roberto de Lima Machado, eu e o artista plástico Alexandre Lobão, tivemos a ousadia de propor um tema-enredo para o Carnaval daquele ano – Samba do Crioulo Doido – 100 Anos de Comédia, uma leitura satírica do Centenário da Proclamação da República. A sugestão foi aceita pelo Roberto, com quem nos reunimos várias vezes, e pelo Departamento de Carnaval, e o enredo foi para a avenida e foi campeão. Era o tetra da histórica série do nosso octa-campeonato.
A partir daí, fui autor, com a colaboração de outros companheiros, de 23 temas-enredo da ARUC, 15 dos quais foram campeões, e dois deles (o de 2003 e o deste ano) não foram para a avenida. E de vários sambas-enredo, sempre em parceria com Siqueira do Cavaco, Valtinho e Dilson Marimba, entre outros. E do Hino da ARUC, também em parceria com Siqueira do Cavaco.
Em 1990 entrei pela primeira vez na Diretoria da ARUC, como vice-presidente, e em 1991, assumi a Presidência, com o afastamento do presidente Carlos Fernando, para completar o mandato 1991/1992, o que se repetiu em 2009, para completar o mandato 2009/2010, com a licença do então presidente Hélio dos Santos.
Além dessas duas interinidades, fui eleito presidente para quatro mandatos – 2002/2004, 2010/2012, 2016/2018 e 2018/2020.
Nos doze anos em que fui presidente, a ARUC foi campeã de seis dos sete desfiles oficiais que participou e em outros cinco anos não houve desfile oficial.
Agora, depois de 43 anos de ARUC, 32 dos quais participando diretamente do dia a dia da entidade, me despeço, considero a minha missão cumprida e peço meu ingresso na Velha Guarda, por ter mais de 30 anos de serviços prestados à nossa entidade.
Peço desculpa pelos eventuais erros cometidos, desejo sucesso à nova Diretoria, que será eleita sábado, e me coloco, desde já, à disposição para colaborar, sempre que convocado, dentro das minhas limitações e possibilidades.

Saudações Cruzeirenses
Moacyr Oliveira Filho – Moa
Presidente

quarta-feira, 20 de maio de 2020

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

Aos associados,
Considerando que o mandato da atual Diretoria está vencido a 20 dias e que o Estatuto não prevê a sua prorrogação, para evitar eventuais problemas administrativos, decidimos, depois de consultar a Comissão Eleitoral e representantes de eventuais chapas, convocar a eleição para a renovação da Diretoria Executiva, do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal, para o biênio 2020/2022, para o próximo dia 30 de maio, sábado, das 10h00 às 12h00, conforme Edital em anexo.

As chapas interessadas em disputar o pleito devem ser inscritas até às 20h00 do próximo dia 25 de maio, em formulário próprio, que pode ser solicitado por e-mail. Excepcionalmente, em função das medidas restritivas determinadas pelo GDF, a inscrição das chapas poderá ser feita pelo e-mail - aruc.df@gmail.com

Os sócios inadimplentes podem quitar seus débitos até o dia 29 de maio, por depósito bancário na conta da ARUC, para ter direito a voto. Não serão aceitos pagamentos na hora da eleição.

Em função das medidas restritivas determinadas pelo GDF, por conta da pandemia do covid 19, será adotado um rigoroso protocolo de segurança, que será divulgado em breve, para evitar aglomerações e restringir o acesso às dependências internas da ARUC. Todo o processo será realizado na área externa.

Saudações Cruzeirenses
Moacyr Oliveira Filho
Presidente



Protocolo de Segurança para a eleição da ARUC
1. A fila será formada na rua, obedecendo a distância de 2 metros entre as pessoas
2. Será obrigatório o uso de máscaras
3. As mesas coletoras de voto serão montadas no portão principal, não sendo permitida a entrada na ARUC
4. Serão 4 mesas – uma para identificação do sócio e assinatura da lista de votantes, outra para a entrega das cédulas, outra para a votação e outra para a urna
5. Só terão acesso à parte interna, os membros da Comissão Eleitoral e um fiscal de cada chapa
6. Não será permitida aglomeração de sócios na porta da ARUC. O sócio se identifica, vota e será orientado a se retirar
7. Apenas um funcionário ficará na Secretaria para alguma necessidade. Nesse caso, só será permitida a entrada de uma pessoa por vez
8. Encerrada a votação, será procedida a apuração dos votos pela Comissão Eleitoral, nas mesas montadas no portão, proclamado o resultado e assinada a Ata de Apuração e Posse das chapas eleitas para a Diretoria Executiva, Conselho de Administração e Conselho Fiscal
9. Os membros eleitos do Conselho de Administração se reunirão na área externa para a eleição dos 4 membros representantes da comunidade
10. Haverá álcool gel nas mesas coletoras de votos e na Secretaria
11. Os membros da atual Diretoria, que não são candidatos em nenhuma chapa, ajudarão na organização da fila e no seu fluxo

quinta-feira, 2 de abril de 2020

AOS SÓCIOS BENEMÉRITOS: ANUIDADE

Como é do conhecimento de todos, em função das medidas restritivas impostas pelo GDF para enfrentar a pandemia do coronavirus, a ARUC está fechada, até o dia 3 de maio, conforme o último decreto publicado ontem pelo GDF.

Isso nos causa sérios problemas financeiros, na medida em que com a paralisação das nossas atividades, nossa arrecadação fica praticamente zerada, dificultando o pagamento dos salários de nossos funcionários e outras despesas fixas, como encargos, luz, água e internet.

Diante disso, fazemos um apelo aos nossos sócios beneméritos para que antecipem o pagamento da taxa anual de 2020, que venceria no dia 23 de abril, no valor de R$ 150,00, depositando na conta da ARUC no Banco do Brasil - AG. 3085-6 - CC 65.555-4.

Para estimular o pagamento das taxas de 2018, no valor de R$ 100,00, e 2019, no valor de R$ 150,00, a Diretoria da ARUC decidiu conceder um desconto de 20% em cada uma, para quem quiser quitar seus débitos.

Assim, quem deve a taxa de 2018, pagará R$ 80,00, e quem deve a de 2019, pagará R$ 120,00, para quitar as duas, além dos R$ 150,00 da taxa de 2020.

Resumindo:
R$ 350, 00 para quem deve 2018, 2019 e 2020
R$ 270,00 para quem deve 2019 e 2020
R$ 230,00 para quem deve 2018 e 2020
R$ 150,00 para quem deve só 2020

Lembramos que o sócio benemérito precisa estar em dia com as suas obrigações para poder exercer seus direitos estatutários.

Brasília, 2 de abril de 2020
Moacyr de Oliveira Filho
Presidente

quinta-feira, 26 de março de 2020

PORTARIA Nº 001/2020: ADIAMENTO

Em cumprimento ao decreto nº 40.539, de 19 de março de 2020, do Governador do Distrito Federal, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo coronavírus, a Diretoria da ARUC, ouvida a Comissão Eleitoral e o Conselho de Administração, ADIA, por tempo indeterminado, o Calendário Eleitoral, anteriormente divulgado. A Diretoria da ARUC vai acompanhar a evolução dos acontecimentos e das medidas restritivas determinadas pelo GDF e, quando possível, divulgará um novo calendário eleitoral.

Brasília, 26 de março de 2020
Moacyr de Oliveira Filho
Presidente

quarta-feira, 11 de março de 2020

Instalada a Comissão Eleitoral


A Comissão Eleitoral, encarregada de organizar o processo eleitoral para a renovação da Diretoria Executiva, do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal da ARUC, para o biênio 2020/2022, nomeada no último dia 3 março, foi instalada hoje, dia 9 de março.

Integrada pelos associados Fernando Tolentino de Souza Vieira (presidente) e Jansen Cabral Pimentel e Roberto Goulart Barbosa (Fitinha), (secretários), a Comissão recebeu todos os documentos relativos ao processo eleitoral, marcado para o próximo dia 26 de abril, das 9h00 às 12h00.

Nos termos do art. 25, parágrafos 1.o, 10.o e 14, do Estatuto Social, o edital de convocação da eleição será publicado no dia 26 de março. A partir dessa data, as chapas poderão ser inscritas, em formulário próprio, que pode ser obtido na Secretaria da ARUC, até às 20h00 do dia 21 de abril.

Os sócios beneméritos poderão quitar seus débitos, referentes à taxa anual de manutenção de 2019 e 2020, até o dia 24 de abril, para ter direito a voto, na Secretaria da ARUC ou com depósito na conta corrente da ARUC.

Moacyr de Oliveira Filho
Presidente

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Palavra do presidente

Foi lindo, foi histórico, foi a nossa cara, o desfile da ARUC ontem no Cruzeiro.
Mostramos mais uma vez que a nossa força é nossa comunidade e nossa sólida ligação com ela.
A ARUC desfila porque existe. Não é uma escola de samba que existe só para desfilar.
Em meu nome pessoal e em nome da Diretoria da ARUC quero agradecer a todos os nossos segmentos e componentes - Diretores, Harmonia, Bateria, Carro de Som, Passistas, Casais de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Destaques, Velha Guarda, aos nossos parceiros, amigos e torcedores, às meninas do Batalá, pela participação especialíssima na nossa concentração, à Administração Regional do Cruzeiro, e especialmente à nossa comunidade, quem é quem nos dá força e energia para seguir lutando em defesa do samba, do Carnaval e da cultura popular, de janeiro a janeiro.
Muito obrigado a todos do fundo do meu coração azul e branco.
Vocês honraram, mais uma vez, a história, a tradição e o compromisso da nossa entidade com a nossa cidade, o samba, o esporte e a cultura.
Moacyr de Oliveira Filho
Presidente





Desfile da ARUC no Cruzeiro 2020.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Desfile pelo Cruzeiro 2020


A ARUC manteve seu compromisso com o carnaval e fez seu desfile pelo Cruzeiro na terça de carnaval, com presença da comunidade e muita alegria e samba no pé. Uma festa à altura de nossas tradições. Confiram o álbum completo com fotos de Rafael Fernandes clicando aqui.

Discurso do Vareta (25/02/2020)

Fotos da apresentação no Palco Brasília 60


Confiram os registros da apresentação desta segunda-feira de carnaval no Palco Brasília 60 em frente à Funarte. Clique aqui. Fotos de Rafael Fernandes.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

domingo, 23 de fevereiro de 2020

Comemorações do carnaval em Brasília começaram antes mesmo da inauguração

por Darcianne Diogo, para o Correio Braziliense de 23/02/2020.

Há registros de celebração do carnaval em Brasília no ano em que a cidade se tornou oficialmente capital do país. Mesmo na Cidade Livre, antes de 21 de abril de 1960, era possível ouvir o batuque típico do período.

"O Cruzeiro era e continua sendo o berço do samba (em Brasília)", diz o aposentado Wellington Campos
(foto: Darcianne Diogo/CB/D.A Press)
A história da folia de Brasília nos primeiros anos da cidade permanece viva na memória de pioneiros. Na década de 1960, engenheiros, operários e
autoridades que viviam aqui em acampamentos formados por barracos de madeira agitaram a festa ao som das cuícas, dos surdos e dos tamborins. O primeiro carnaval da nova capital da República ocorreu oficialmente em 1961. Contudo, há relatos de que, antes mesmo da inauguração da cidade, em 21 de abril de 1960, era possível ouvir a batucada nas ruas da Cidade Livre, hoje Núcleo Bandeirante.

A celebração do primeiro carnaval de Brasília começou pelos bailes populares nos clubes do Plano Piloto, como o Iate, o Minas Brasília e a Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB). A Rodoviária do Plano, o Teatro Nacional e o Brasília Palace Hotel também foram palcos do agito. “No início, a influência do espírito carnavalesco da capital veio do Rio de Janeiro. Era uma festa mais tímida, em que predominavam as marchinhas, que, com o tempo, começaram a ser substituídas pelo samba e o axé”, relembra o funcionário público aposentado Wellington Campos, 65 anos, conhecido como Vareta.

Wellington mora há 59 anos na capital, e no mesmo lugar: o Cruzeiro Velho. O amor pelo carnaval começou ainda na infância. “O Cruzeiro era e continua sendo o berço do samba (em Brasília). Lembro que, naquela época, as festas de carnaval começavam em um sábado à noite, apenas para os adultos. Mas, aos domingo à tarde, eram feitos os bailes para crianças, as famosas matinês”, relembra.

"No período de Natal, já podíamos escutar os discos das escolas de samba tocando", conta Eduardo Monteiro
(foto: Vinicius Cardoso Vieira/CB/D.A Press)
Atualmente, Vareta é responsável pela comissão de frente da Associação Recreativa Unidos do Cruzeiro (Aruc). Ele conta que, ainda criança, frequentava os bailes da escola de samba. “É impossível falar do carnaval de Brasília sem citar a Aruc. Fui criado dentro dela e permaneço até hoje. Aqui na escola, passei pelos cargos de tesoureiro, relações públicas e na bateria. Não há nada mais bonito do que você pesquisar, contar histórias, fazer um enredo e ver o resultado na apresentação na avenida. É gratificante”, conta.

A história da Aruc começa um ano após a inauguração de Brasília. Fundada em 1961, a escola de samba ganhou 31 dos 48 desfiles oficiais dos quais participou. Em uma sala reservada, os troféus e as fotografias da época enfeitam o espaço e reservam uma história digna de ser relembrada. Mesmo sem desfilar na capital há seis anos, os integrantes não desanimam e continuam fazendo a festa dos brasilienses. “É uma situação triste, mas sigo acreditando no melhor. As escolas têm as torcidas e nós temos a nossa. Estamos sempre em atividade, fazemos shows, feijoada e somos convidados para tocar em festas”, afirma Vareta.

O carnaval de 1962, na plataforma superior da Rodoviária
(foto: Arquivo CB/D.A Press)
Bailes

Mesmo sem ornamentação nas ruas, mas com muita animação nos salões, os bailes carnavalescos agitavam a cidade, e o reinado do Momo sempre foi respeitado. As festas promovidas nos clubes, na Rodoviária do Plano Piloto, no Teatro Nacional e no Brasília Palace Hotel atraíam inúmeros brasilienses, que faziam questão de vestir luxuosas fantasias.

Nelson Campos, 72, é diretor social do Iate Clube. Com carinho, ele relembra os festejos promovidos por lá. “No Iate, os bailes começaram no galpão de barcos da Náutica. Lembro que a primeira atração era a matinê das crianças e, quando chegava a noite, era a vez dos adultos, que se divertiam ao som das bandas musicais do Rio de Janeiro”, conta. “Eram feitas muitas premiações para os foliões mais animados da noite. O baile era tão alegre que ia até de manhã cedo. O clube servia um café da manhã no dia seguinte”, completa.

O produtor cultural Eduardo Monteiro, 60, chegou a Brasília no auge do carnaval na cidade, em 1965. À época, o principal evento momesco da capital levou 2 mil pessoas a lotarem os salões do Hotel Nacional. A grande atração, no entanto, era o concurso de fantasias, que trouxe 33 concorrentes do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Belo Horizonte e de Recife, além dos participantes locais.

 “Meu pai era presidente do Clube dos Funcionários na época, hoje o Clube da Polícia Militar, e lá era possível ver a fervença das pessoas nas festas. O engraçado era que, ainda no período de Natal, já podíamos escutar os discos das escolas de samba tocando nas residências. Então, ao passar pelas ruas, cada família escutava um samba diferente. Era algo bom, contagiante e alegre”, recorda Eduardo.

sábado, 25 de janeiro de 2020

Handebol Master da ARUC segue treinando


A equipe master feminina de Handebol da Aruc segue sua preparação para o Master Handball World, a ser disputado em maio na Croácia. Preparação forte em busca de importante torneio internacional, com treinos no Ginásio de Esportes do Cruzeiro e na APCEF.

A diretoria da ARUC tem buscado as parcerias, tanto com o poder público quanto na iniciativa privada, para viabilizar a viagem e demais despesas da comissão técnica e atletas. Queremos chegar em condições plenas de disputar o título. Rumo à Croácia!





domingo, 19 de janeiro de 2020

Moradores do Cruzeiro relembram a Rua do Lazer e o projeto Canta Gavião

Ações foram realizados entre os anos de 1980 e 1990 e população sonha em reviver iniciativas em 2020

por Cibele Moreira, do Correio Braziliense de 17/01/2020.

(foto: F Gualberto/CB/D.A Press)
A década de 1980 é relembrada com carinho pelos moradores do Cruzeiro. O período que marcou a cena cultural de Brasília também foi o auge das ocupações de entretenimento na região. Um dos pontos de encontro era a Rua do Lazer, realizada aos finais de semana. A iniciativa, proposta pelos próprios habitantes, contava com atividades lúdicas para as crianças, além de espaço para a prática de esporte. Na parte da tarde, um palco era montado, e artistas locais se apresentavam no projeto Canta Gavião.

O aposentado Francisco de Assis Aquino, 61 anos, lembra da época com carinho. “Foi um projeto muito bom e enriquecedor. A população se uniu para promover as atividades de lazer com jogos nas quadras, pintura de rosto para as crianças e ações regionalizadas”, conta Francisco, que sente falta do projeto. “O movimento se iniciou no final da década de 1970 e seguiu como algo mais frequente até os anos de 1990. Depois, as pessoas começaram a se mudar, o projeto foi ficando cada vez mais espaçado. A gente tem um desejo de retomar, mas ainda falta recurso para isso”, relata. De acordo com ele, a Rua do Lazer ocorria de forma itinerante no Cruzeiro Novo, Cruzeiro Velho e na Octogonal.
(foto: Canta Gavião - Aruc/Divulgação)

Nascido e criado no Cruzeiro, Rafael Fernandes de Souza, 42, tem uma memória afetiva da Rua do Lazer. “Eu costumava ir quando era criança. Lembro que eles colocavam um rolo de papel para a gente desenhar. Tinha jogos e brincadeiras também, eu adorava ficar lá”, recorda. Inspirado nos momentos da infância e da mente criativa de quando era criança, ele criou uma série de livros de super-herói, um deles premiado. “Eu gostava muito de desenhar e, aos 8 anos de idade, nasceu o personagem Dinâmico R, o super-herói do Cruzeiro, que fui amadurecendo a ideia depois”, explica o professor de história.

"Costumava ir quando era criança. Tinha jogos e brincadeiras. Adorava ficar lá"
Rafael Souza, professor de história
(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

Moradora da região há mais de 40 anos, Josy Almeida, 53, conta que as atividades eram uma forma que a comunidade tinha de abraçar a cidade. “É algo muito típico da época. Não tínhamos muitas opções de lazer, então criamos uma. Todo mundo conhecia todo mundo, a gente não tinha medo de ficar na rua. Era seguro”, relata a educadora. Para ela, foi a partir do projeto que se criou uma conscientização entre os jovens sobre uma convivência coletiva.

Origem
Precursor do projeto Canta Gavião e da Rua do Lazer, Robson Silva, 61, explica que a iniciativa surgiu de forma espontânea entre os jovens da época. “Tudo começou em frente à igreja Nossa Senhora das Dores. A gente queria um espaço para expor nossas ideias, e as crianças precisavam de alguma atividade de lazer que pudesse entreter no período da manhã, enquanto ocorria a missa. À tarde, aconteciam os shows com bandas e artistas da cidade”, conta Robson.

"A gente queria um espaço para expor nossas ideias, e as crianças precisavam de alguma atividade de lazer", Robson Silva, precursor do projeto
(foto: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
De acordo com ele, grandes nomes da música nacional passaram pelo palco do Canta Gavião. “Entre os artistas temos nomes como Cássia Eller, que era moradora do Cruzeiro, e o Renato Russo com a banda Aborto Elétrico.” O Canta Gavião era um dos pontos altos da cidade com uma diversidade cultural muito grande. A proposta cresceu tanto que se transformou no departamento cultural da Associação Recreativa Cultural Unidos do Cruzeiro (Aruc).

Além da Rua do Lazer e do Canta Gavião, o Cruzeiro contava com o Cine Clube Gavião — uma parceria da Aruc com o Serviço Social do Comércio (Sesc) que promovia sessões de cinema ao ar livre. “O movimento passou a ser da comunidade com um leque ampliado de opções culturais. No ano passado, tivemos duas edições especiais, e a nossa ideia é retomar o projeto este ano”, ressalta Robson.

O desejo para que essa iniciativa retorne é unânime entre aqueles que vivenciaram o período de ouro no Cruzeiro. “Temos buscado apoio para que isso ocorra. A ideia é ter pelo menos quatro edições agora no ano de 2020”, expõe Rafael, que, desde 2007, integra a equipe do departamento cultural da Aruc.