domingo, 21 de outubro de 2018

Parabéns, ARUC, 57 anos de glória, de amor e de luta

A ARUC completa hoje 57 anos de vida e de uma história gloriosa.

Este ano, excepcionalmente, em função de problemas de agenda, vamos comemorar a data com uma grande festa, no próximo dia 17 de novembro, tendo como convidado especial Arlindinho, que vai homenagear seu pai, Arlindo Cruz, que se recupera de um AVC, com as participações da Bateria, intérpretes, passistas e casal de MPSB da ARUC e das bandas Café com Samba e Coisa Nossa.

Mais tradicional escola de samba da cidade, maior campeã do Carnaval de Brasília, com seus 31 títulos, e Patrimônio Cultural Imaterial do DF, temos consciência da nossa responsabilidade com a defesa do samba, do Carnaval, do esporte e da cultura popular.

Nesses 57 anos de vida, a ARUC nunca abandonou essa luta. E nunca deixou de defender os interesses do Cruzeiro e da sua comunidade.

Apesar de nossas vitórias e conquistas, que são muitas, no samba, no esporte, na cultura, nos projetos sociais e na regularização da área que ocupamos, vivemos um momento difícil.

A não realização dos desfiles das escolas de samba nos últimos quatro anos, coisa que nunca tinha acontecido na história da nossa cidade, fere de morte a nossa alma, entristece nossos componentes e nossa comunidade e ameaça o nosso futuro.

Podemos realizar feijoadas, eventos, shows, apresentações da nossa Bateria e do nosso Grupo Show, projetos sociais e comunitários, conquistar vitórias com nossas equipes esportivas, cuidar da nossa memória, mas sem o desfile das escolas de samba fica faltando um pedaço da nossa alma.

Afinal, a ARUC embora não exista só para desfilar, e sim desfila porque existe, é, na sua essência, uma ESCOLA DE SAMBA!

Em respeito aos nossos fundadores, componentes, comunidade e tradições, vamos continuar lutando para sobreviver e manter viva a bandeira do samba, do Carnaval e da cultura popular, e defendendo a volta dos desfiles das escolas de samba, ainda que sob um novo formato, mais enxuto e economicamente viável e sustentável.

Como diz a letra do nosso Hino, "eu sou um rio, transbordando de amor, eu sou ARUC, sou um vencedor"!

Parabéns a todos os cruzeirenses que ajudaram a escrever essa história gloriosa, nesses 57 anos de vida.

Vocês são o nosso maior tesouro!

Brasília, 21 de outubro de 2018

Moacyr Oliveira Filho, presidente